Warning: Illegal string offset 'mime' in /home/storage/0/04/72/elainecuriacos/public_html/libraries/joomla/document/html/renderer/head.php on line 155

Warning: Illegal string offset 'mime' in /home/storage/0/04/72/elainecuriacos/public_html/libraries/joomla/document/html/renderer/head.php on line 157

Warning: Illegal string offset 'defer' in /home/storage/0/04/72/elainecuriacos/public_html/libraries/joomla/document/html/renderer/head.php on line 159

Warning: Illegal string offset 'async' in /home/storage/0/04/72/elainecuriacos/public_html/libraries/joomla/document/html/renderer/head.php on line 163
BLOG - PAGE 4 | Elaine Curiacos | Palestrante Motivacional

Siga-nos no Twitter
Curta no página no Facebook
Adicione-me como seu contato no LinkedIn
Assista nossos vídeos no Youtube

Stress e Sexualidade

Stress e  Sexualidade 11-10-2011Embora o stress afete homens e mulheres de formas diferentes, além de que algumas pessoas são naturalmente mais vulneráveis do que outras, existem situações comuns à grande maioria. Alguns dos sintomas do stress presentes em boa parte das vítimas, como a tensão, a apatia, a diminuição da performance (ou mesmo o comprometimento) de órgãos e vísceras provocam com bastante freqüência uma baixa no desempenho sexual.

A mente pensa, mas é o corpo que expressa os sentimentos, os desejos, os prazeres e as dores. Em estado de stress, o corpo torna-se “congelado”, ocorrendo o mesmo com as suas sensações. A energia não flui de modo adequado, há uma perda de flexibilidade e o aparecimento de fortes dores, generalizadas, a circulação fica comprometida e instalam-se o cansaço, a apatia e o mau humor. Diante desse quadro, você acha possível ter uma relação sexual prazeirosa? Sentir o prazer do sexo se está tomado(a) por todas essas sensações desagradáveis?

A relação sexual tem tudo para ser a atividade humana mais prazeirosa. O problema é que as pessoas muitas vezes se tocam com tanta culpa, tanto medo, tanta vergonha e tantas repressões, que acabam se tocando mal. Não conseguem se “soltar”, se entregar ao prazer, e acabam tornando a ocasião mais estressante do que prazeirosa. Sustentar um relacionamento amoroso saudável exige que reconheçamos primeiro as nossas “forças”, as nossas “fraquezas” e, o que é mais importante, aprendamos a nos adaptar e conviver apropriadamente com elas. Alimentar a expectativa de ter como companheiro(a) o príncipe ou princesa que sempre idealizamos gera a maior cobrança, atrapalhando muito a relação sexual.

Conheça-se cada vez mais, e o seu corpo, para poder compreender o(a) parceiro(a) e o corpo dele(a), aperfeiçoando-se na arte de sentir e desfrutar o prazer sexual. Viva cada relação sexual com a maior intimidade, lembrando que é possível expandir a capacidade de se satisfazer cada vez mais com ela. Só precisamos nos permitir, nos dar um tempo para isso e criar o hábito, a vivência prática. No dia-a-dia tudo se aperfeiçoa, inclusive o sexo.

Há excelentes profissionais (entre eles, psicólogos, psiquiatras, terapeutas sexuais e médicos) que irão certamente ajudá-lo(a) a tornar a sua vida sexual mais gostosa e, com isso, fazê-lo(a) sentir-se mais livre para expressar seus mais profundos sentimentos de amor e prazer, viver melhor e com maior qualidade de vida.

Palestra "Mulher no Século XXI" no Conselho da Mulher Executiva do Simespi


Gestao Inteligente do Stress 11-09-2011Na noite dessa última quinta-feira, dia 27 de Setembro, tive o prazer e a honra de abrir os trabalhos do Conselho da Mulher Executiva do Simespi com minha palestra "Mulher do Século XXI - as novas configurações de Mulher - Trabalho - Saúde - Família".

Contando com as ilustres presenças de Tarcísio Ângelo Mascarin, presidente do Simespi, de Regina Lordello, representando o Senac, de Elisângela Libardi, representando o Conselho da Mulher Executiva do Simespi, e muitos outros que prestigiaram minha palestra com sua presença, pude apresentá-la com muita alegria e entusiasmo, tendo a certeza de ter contado com a animação e o interesse de uma platéia campeã, e recebendo em troca a energia de todos em forma de muita interação de todos os participantes.

Agradeço abertamente todo o apoio recebido pelo Conselho Simesp, pela participação de todos presentes e espero ter em breve novas oportunidades de reencontrá-los.

E, para quem quiser conferir e compartilhar comigo dessa ocasião, deixo alguns registros dos eventos aqui no meu blog.

Um abraço a todos,

Elaine Curiacos Meyer

Gestão do Stress - automassagem

Gestao do Stress - Automassagem 25-08-2011Auto Massagem significa você em contato com você mesmo(a).

Você dando um tempo para você, um carinho, um alívio. Não chega a ser tão relaxante como a massagem de alguém em você, pois não há troca energética, nem o cuidado do outro, nem um relaxamento total, já que são suas as mãos que realizam os movimentos.

Não dá para se entregar tanto, relaxar totalmente, mas serve bastante para aliviar dores e tensões, podendo ser feita sentado(a) no chão ou em uma cadeira, com roupas bem confortáveis ou com a menor quantidade possível delas.

Equilíbrio emocional: igual à paz interior

Equilibrio emocional igual a paz interior 18-08-2011Mas, afinal, como lidar com as emoções de forma mais sadia e construtiva? A meu ver, existem três encaminhamentos:

· Pense o quanto é natural para o ser humano sentir emoções. Imagine-se não sentindo nada, reagindo igualmente num velório ou numa festa... Um horror, não? As emoções são imprescindíveis em nossas vidas, e precisamos experimentá-las todas: alegria, tristeza, raiva, amor, medo, segurança...

· Perceba o quanto você pode experimentar e sentir qualquer emoção. Não existe o certo ou o errado, mas aquilo que é adequado e inadequado a cada pessoa e em cada momento. Isso quer dizer que você pode, sim, ter as mais variadas sensações; é um direito seu. Permita-se viver, sentir e experimentar tudo o que a vida oferece e que faz sentido para você provar. Viver a vida é um direito seu!

Meditação - sigam minhas dicas

Meditacao - sigam minhas dicas 05-08-2011Meditação da contagem da respiração:
Talvez essa seja a forma mais relaxante de meditação, pois acompanhar a entrada e a saída do ar do corpo traz a sensação de paz e tranqüilidade.

· Encontre sua postura e centralize-se. Respire profundamente algumas vezes.

· Feche os olhos ou fixe-os em um ponto no chão (mais ou menos um metro à sua frente).

Mudando o jeito de ser e de viver

Mudando o jeiro de ser e de viver 20-07-2011Cresce o número de pessoas nos consultórios médicos, farmácias e hospitais na busca de uma “pílula mágica” para um “mal-estar” crescente.
Ele pode se manifestar através de tensões crônicas e generalizadas pelo corpo e por meio dos mais variados problemas físicos, aliados a ansiedade, irritabilidade, falta de paz de espírito e uma inquietação, que chegam a sufocar. No curto prazo, essas pessoas podem até obter alguns resultados:
um remédio para diminuir a insônia ou um antidepressivo que acalma momentaneamente os sintomas.
Mas só isso não resolve; é necessário encontrar as causas, promover mudanças, ir no âmago do problema para conseguir curar-se.

Stress - o medo que temos de olhar para ele

Stress - o medo que temos de olhar para eleO medo de olhar para o stress sugere o medo de olhar para a vida, o medo de mudanças.

Essa relação me faz lembrar a história de um rei que, exercitando a “benevolência”, resolve dar uma chance aos condenados de optar entre a guilhotina e uma porta de cor preta.
Exceto sua majestade, ninguém sabia o que havia por detrás da porta, guardada o tempo todo por um graduado soldado da corte. Ela representava o desconhecido, a novidade. Desse modo, ao serem obrigados a fazer a tal escolha, todos os condenados, sem exceção, acabavam decidindo-se pela guilhotina e perdiam a cabeça e a vida sem mesmo saber o que tinha atrás da porta preta.
Um dia, não agüentando mais sufocar a curiosidade, o guarda pergunta ao soberano que “inferno” havia detrás da tão temida porta, que ninguém ousava experimentar. O rei então responde: “Abra e veja”.

Prev Next